A educação dos meus 8 bisavós

A pesquisa genealógica, seja profissional ou amadora, tem diversos campos de investigação, bem como muitas idas e vindas nas ramificações arbóreas que vamos construindo. Embora, atualmente, me dedique mais a colaterais e à indexação de livros, regresso, com muita frequência, aos meus bisavós. São, como já referi num outro texto, os meus avós prediletos! E é por isso que olho para eles de muitos ângulos diferentes.

 

Os meus 8 bisavós nasceram, por ordem cronológica crescente, nos seguintes anos:

  • 1873 – Germano Marcelino Gomes (pai da minha avó paterna) em Vinhais
  • 1876 – Isaura Margarida Gomes Braga (mãe do meu avô paterno) no Porto
  • 1877 – Joaquim da Ascenção de Souza Oliveira (pai do meu avô paterno) no Porto
  • 1884 – Maria do Espírito Santo (mãe da minha avó paterna) em Vinhais
  • 1895 – Belmiro da Silva (pai do meu avó materno) em Amarante
  • 1902 – Laurinda da Silva Monteiro (mãe do meu avô materno) em Amarante
  • 1909 – Joaquim dos Santos da Silva Roma (pai da minha avó materna) em Lagoa
  • 1915 – Lucília do Carmo d’Assunção Rocha (mãe da minha avó materna) em Lagoa

Como se vê, tenho bisavós nascidos numa amplitude temporal de 42 anos, do extremo nordeste ao extremo sul do território nacional, na cidade e no campo. Em termos socioprofissionais, um dos meus bisavós era diretor duma companhia de seguros, casado com uma menina de família que “tocava piano e falava francês”; outro casal dedicava-se à pequena agricultura de subsistência, em terras suas, mas trabalhando, ocasionalmente, para outros proprietários maiores; um outro bisavô era pedreiro/ canteiro, moldando a pedra, e a sua mulher trabalhava a pequena horta da família; o último casal era médio proprietário, com bastantes terras para onde, por vezes, contratava trabalhadores.

 

Um dado curioso acerca desta amostra tão atípica, e que sempre me entusiasmou, é o facto de todos os meus 8 bisavós serem alfabetizados. Todos foram para a escola pelos 7 anos de idade, todos terminaram a 2ª classe, alguns prosseguiram estudos e um deles estudou até morrer! Num país que, nas datas referidas, tinha números tão desanimadores neste campo, creio tratar-se de algo extraordinário!

 

Para se perceber quão pouco comum era ler e escrever no fim do século XIX/ início do século XX, seguem alguns dados estatísticos genéricos relativos à alfabetização em Portugal ao longo dos anos. No I Recenseamento Geral da População de 1864 havia 4.188.410 portugueses, dos quais 99.256 eram estudantes, ou seja, menos de 2,4% da população andava na escola. Em 1878, no II Recenseamento Geral da População, já se abordam os dados da instrução de modo mais objetivo, pelo que ficamos a saber que 82,5% da população era analfabeta, 14,3% sabiam ler e escrever e 3,2% apenas liam. No ano de 1890, altura em que os meus 3 bisavós mais velhos já seriam alfabetizados, havia 79,2% de portugueses que não liam nem escreviam. No V Recenseamento Geral da População de 1911 quase 25% da população portuguesa é alfabetizada. Em 1930, ano em que todos os meus bisavós já eram alfabetizados, 2 em cada 3 portugueses não sabiam escrever nem ler.

Deixo aqui as taxas de alfabetização, com alguns “saltos” de tempo, apenas para se perceber a evolução:

  • 2011 – 94,8%
  • 1991 – 89,0%
  • 1970 – 74,3%
  • 1950 – c. 55%
  • 1930 – 32,2%
  • 1920 – 29,1%
  • 1911 – 24,9%
  • 1900 – 21,4%
  • 1890 – 20,8%
  • 1878 – 17,5%
  • 1850 – c. 15%

Fontes de Dados: INE – Recenseamentos Gerais da População; PORDATA.

Nota: texto idêntico na casa de fora

Isabel Roma de Oliveira, 2018.11.07

Advertisements

2 thoughts on “A educação dos meus 8 bisavós

  1. Pingback: A educação dos meus 8 bisavós | Casa de fora

  2. Olá minha querida Isabel.

    Fico muito feliz por me permitires o acesso á história da nossa querida família.

    Em especial como não poderia deixar de ser , tudo o que diz respeito á minha avó Isaura (que não conheci e de quem tão pouco sei) e ao meu avó Joaquim (com quem vivi em cachopo).

    Um bem haja muito grande para ti .

    Beijo muito grande.

    Toni

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s